Weby shortcut
Youtubeplay

Sobre certificação em idiomas

Atualizado em 06/08/19 15:28.

A maioria dos editais de mobilidade internacional lançados pela DRI (Diretoria de Relações Internacionais), pela CAI (Coordenadoria de Assuntos Internacionais), pela CAPES, FAPEG ou outras agências de fomento exigem certificação em línguas, ou seja, exigem um determinado nível de proficiência. A maioria das certificações exigidas nos editais da DRI e da CAI podem ser obtidas nos centro de línguas de algumas universidades federais, como por exemplo, o centro de línguas da UFG/Regional Goiânia  ou da UFU (Universidade Federal de Uberlândia). Alternativamente, também podem ser obtidas em escolas de idiomas. Mas há alguns tipos de certificação, como o Toefl oficial, que não é ofertado por centro de línguas, apenas por algumas escolas de idiomas. Cabe ao candidato procurar as informações sobre quais locais oferecem o exame de proficiência exigido no edital que se pretende concorrer. No entanto, no caso do exame de proficiência ser oferecido pela UFG/Regional Goiânia é feito um edital para divulgação do mesmo, no qual os candidatos devem se inscrever. Atualmente não são ofertados exames de proficiência pelo centro de línguas da Regional Catalão, apenas exames de suficiência, os quais não são aceitos como certificação nos intercâmbios. Além disso, exames de proficiência realizados on line também não são aceitos. Caso o centro de línguas da Regional Catalão ofereça testes de proficiência, os mesmos serão divulgados através de editais no site da CAI, nos quais os candidatos devem se inscrever.

Normalmente os certificados de proficiência tem validade de dois anos. Logo, aconselha-se àqueles que tiverem interesse em realizar intercâmbios que exijam certificação em idiomas, que realizem o teste assim que possível, pois caso contrário pode não se ter tempo hábil para realizar o mesmo após o lançamento do edital. Na aba “mobilidade internacional para discentes na graduação ou pós-graduação” tem-se uma descrição sucinta dos editais que normalmente são lançados anualmente, onde cita-se para cada um se exige ou não a proficiência em língua estrangeira.

Observe que no caso do edital exigir o Toefl oficial, o teste Toefl ITP, que é um teste diagnóstico, não poderá ser utilizado como certificação. É importante também ter em mente que para obter um bom nível no Toefl oficial, é indicado que se faça um curso preparatório para o Toefl, já que é um teste difícil e com muitas particularidades. Normalmente, existem escolas de idiomas que oferecem o curso, mas vale também verificar com o centro de línguas da UFG, Regional Catalão, sobre a oferta de tal curso. Sobre locais de aplicação do teste, o candidato deve se informa em escolas particulares de idiomas.

É importante observar o nível da proficiência que é solicitado no intercâmbio que se pretende fazer, para ter ciência de qual nível o candidato deve obter no teste. Para isso, basta acessar editais antigos do intercâmbio pretendido para conhecer qual o nível de proficiência exigido.

A seguir tem-se uma descrição dos diferentes níveis de proficiência que podem ser obtidos em um teste de certificação. Apesar da tabela estar escrita em inglês a mesma é válida para outros idiomas.

Tabela